fbpx

Conheça o drone que vai salvar a Grande Barreira de Coral da extinção

By 5 de setembro de 2018NOTÍCIAS, Inovação

A Grande Barreira de Coral é tão importante para a qualidade de vida nos oceanos como a floresta amazónica para a superfície terrestre. E, tal como a grande extensão florestal da América do Sul, também está sob ameaça de ser destruída por alterações climáticas, poluição e depredação. Por isso, a Fundação da Grande Barreira de Coral, uma organização não-governamental, criou um drone que vai ajudar a ONG a cumprir a sua missão de proteger este habitat localizado nos mares da Austrália.

O drone, chamado RangerBot, foi construído em associação com a Universidade de Tecnologia de Queensland (QUT) e com o apoio da Google, e pode ser operado facilmente com treino mínimo. Matthew Dunbabin, responsável pelo projeto na QUT, explica que “o RangerBot é o primeiro robô concebido para um ambiente de corais, podendo usar a sua visão para navegar em tempo real, evitar obstáculos e mapear áreas na Barreira de uma forma muito mais rápida do que era possível antigamente. É capaz de detetar branqueamento de corais, analisar a qualidade da água, identificar poluição e pestes predatórias”.

O drone, que tem 15 cm de comprimento e pesa apenas 75 kg, pode ficar debaixo de água por uma quantidade de tempo três vezes superior à de um mergulhador, o que lhe permite acumular mais dados, e até pode operar de dia ou de noite e em locais onde uma pessoa não teria acesso. Mas onde ele se destaca é na sua capacidade de eliminar um predador dos corais. Embora pareçam rochas, na verdade são seres vivos, pólipos do reino dos animais, e a Grande Barreira é o centro nevrálgico de toda uma cadeia alimentar que inclui milhares de espécies, muitas delas existentes apenas na área que ocupam no Oceano Pacífico, junto à costa leste da Austrália.

Os corais ficaram bastante vulneráveis nos últimos anos à predação da coroa-de-espinhos (Acanthaster planci), uma estrela-do-mar que se alimenta exclusivamente de corais, e que se tornou uma praga na Grande Barreira de Coral. O RangerBot não só é capaz de identificar este animal com 99,4 por cento de eficácia como também é capaz de injetar uma toxina que é fatal para esta estrela-do-mar mas não afeta nenhuma outra espécie local. A QUT espera colocar novas unidades deste drone nas mãos de organizações de proteções de barreiras de coral noutros locais do planeta.

Deixe um comentário

SAIBA MAIS SOBRE OS DRONES!

Estamos imersos neste universo e queremos compartilhar todas as informações com você!
Informe seu melhor e-mail e acompanhe tudo relacionado ao universo dos Drones!

Obrigado por se cadastrar. Em breve você receberá nossos informativos mensais!